Pular para o conteúdo principal




Uma geografia tenaz e estranha,

avessa às tuas origens, veio contigo

que hoje voltas aos velhos contornos

e se de alguns esqueceste algo

é que assim age cada peso adquirido

ou perdido - seja ele pluma ou seixo

mas aí estás com alguns que foram a ti

feito velhos heróis à beira do mar, foram

buscar-te os abnegados e as meninas

que mal reconheceste sob a capa

do Tempo. Por muito tempo foste abantesma.



****

Foto e poema: Darlan M Cunha


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Precavendo-se, sob tantas incertezas...
***

O ritmo do mundo sofre um impacto sobre o qual, num dos muitos corredores ou vielas do Mercado Central de Belo Horizonte, alguém disse ser comparável a um desvio ainda que mínimo do eixo da Terra, e ninguém ousou uma contrapartida ou réplica, de tão abaladas estão as criaturas, todas elas com os pés num breu nunca experimentado. Mas, sinto que, passada a varredura neste mundo de faz de conta que é feliz, e tudo voltará ao (a)normal, todo mundo logo voltará à sua vinha, ao seu òcio, à sua fingida alegria entre seis prensas: chão, teto e 4 paredes. E isto, com certeza, não será nenhuma surpresa para aquele que numa ruela do mercado teve a visão da insensata mesmice social.
DMC
Casa do ALEIJADINHO, em SABARÁ, MG, BRASIL ***